5 Razões do porquê você deveria ter um Diário Criativo

Depois que comecei a estudar processos criativos muitas teorias foram caindo do meu conceito.

Uma delas é a que diz que a criatividade é um dom. Ou você nasce com ela ou não. E que não se pode aprender a ser criativo. Quem foi que inventou isso?!

Muito pelo contrário!

A criatividade é prática diária, é disciplina, é estudo e aprendizado. Quem fica esperando o “momento Eureka” pra ter uma ideia provavelmente não parou para observar como o processo acontece dentro de si.

Antes da lâmpada da ideia acender, milhares de conexões acontecem no nosso cérebro, e a prática de escrever em diários é um ótimo exercício para ajudar essas conexões acontecerem. Te juro! Funcionou comigo, provavelmente vai funcionar com você.

Des1gn ON - 5 Razões para ter um Diário Criativo

Como e por onde começar?

A primeira vez que eu escrevi em diário eu ainda era adolescente. Comecei por incentivo de um psicólogo que disse que isso iria me ajudar com a memória e a prática de criar meu senso crítico (pois é, desde jovem eu já era “doido”).

Esta minha primeira experiência me lembra como a maioria das pessoas tem uma impressão chata sobre diários: um negócio bôbo, de gente que não tem com quem conversar e que sempre escreve “querido diário, hoje eu…” — nada contra quem faz, mas essa não é a minha ideia de Diário.

Aliás, isso é uma coisa legal sobre diários. Eles são democráticos. Aceitam tudo, qualquer jogo.

E quem faz as regras dele? — Exatamente! VOCÊ!
Não quer escrever hoje? — Tudo bem, não escreva.
Quer desenhar ao invés de escrever? — Manda bala, desenha aí, chapa!
Deu vontade de colar um post-it nele? — Pode também.

No diário pode tudo. Por isso ele te ajuda a ser criativo!


Des1gn ON - 5 Razões para ter um Diário Criativo - Livro Steal Like an Artist

Minha segunda experiência com diários foi depois de ler este livro transformador: “Roube como um artista”, do Austin Kleon (versão em português). Impossível ler esse livro e continuar sua vida normal sem querer mudar nada nela.

Eu recomendo muito. É uma leitura muito rápida, direta e profunda. Do jeito que um bom conselho deve ser — e no livro, tem vários. E falando em conselho, vou te dar um agora. Para um pouco de ler esse post, abre uma outra aba aí no navegador, escreve o nome do livro e já procura. Senão você vai esquecer (a não ser que você já tenha um diário).

Depois desse livro nunca mais parei com os diários. Faz mais de 2 anos. E eu dou nome para os meus. O atual chama “Diário de Bordo”, porque ganhei de presente antes de começar a viagem da minha vida.

Agora que já quase te convenci (eu espero), vou te dar 5 razões do porque o hábito de ter um diário pode te deixar mais criativo.

Obs.: Só uma coisinha antes, vamos combinar aqui que a definição básica de diário é: todo e qualquer livro ou bloco de páginas em branco no qual um indivíduo decidiu preencher com conteúdos de sua autoria.


Des1gn ON - 5 Razoes para ter um Diario Criativo

Designed by Kstudio

5 Razões do porquê você deveria ter um Diário Criativo

#1 – Estimula sua liberdade criativa

Como eu disse antes, o diário é democrático. Ele aceita tudo, não te julga, não te passa briefing e promete não contar a ninguém se você não contar. Isso te dá liberdade e tira o peso da expectativa de como o mundo vai reagir com aquilo que você criou. Você está livre para que sua criação sirva ou não para alguma coisa.

#2 – Te faz planejar e pensar a longo prazo

Escrever numa folha solta é instantâneo, escrever em um “livro em branco” exige planejamento. Normalmente você busca uma conexão entre um conteúdo e outro. Isso te ajuda em raciocínio lógico, em colocar ideias no papel e na habilidade em criar conexões entre tópicos diversos. É criatividade pura.

#3 – Realmente faz bem pra memória

Dizem por aí que a melhor forma de aprender ou reter informação é quando você a reproduz e visualiza.

Lembra na escola? Quando você não estudava para prova e depois preparava uma cola com as fórmulas de Báskara? Só o fato de escrever aquelas fórmulas em um papel bem pequeno para o professor não ver já te ajudava a memorizar a fórmula. As vezes, você nem usava a cola porque na hora lembrou do momento em que estava criando a cola. Comigo era assim, nunca colei. E o legal é que ter uma boa memória é ter matéria-prima para as conexões acontecerem. Sem memória, não tem conexão. Sem conexão, não tem criatividade.

#4 – Faz de você um Produtor de Conteúdo

Seu diário não vai se escrever sozinho. Você tem que colocar coisas nele. E quando você se empolga, tudo flui. Produzir é colocar a criatividade em prática. Arrisco dizer que conteúdos independentes que você criar para o diário vão de algum modo se conectar em uma ideia e virar a solução para algum projeto.

#5 – Você pode Errar e não tem prazo pra entregar

Essa é uma das melhores coisas da criatividade: O Erro.

Na criatividade pode errar sim, e isso pode levar a algo muito bom e, até mesmo, fazer com seus pensamentos “saiam da caixa”. O diário é seu projeto pessoal onde está tudo bem errar, se rabiscar ou se “atrasar o job”. Quantos projetos você está envolvido que te deixam verdadeiramente errar? – Se a resposta for 1, é muito. No diário você erra, testa teorias, escreve e se arrepende.


Fora tudo isso, ainda tem o fato de que o seu diário vira livro de referências de coisas que você já viu, pensou, imaginou e sentiu vontade de guardar em algum lugar. E ele tá aberto à visitas por 24 horas.

Portanto, vai numa banca e escolhe logo um diário legal para você começar imediatamente.

Conclusão

E ainda sobre criatividade, acho importante dizer que vejo o diário como uma prática livre e autoral da habilidade humana de ser criativo.

Por conta da rotina corrida que levamos, a gente se acomoda em ir nas respostas pré-prontas, nos caminhos já trilhados, que gastam menos tempo e energia.  Assim, acabamos por não praticar o novo ou enfrentar uma folha em branco. Aposto que se você testar, não vai se arrepender.

Se você ficou curioso pra conhecer o “Diário de Bordo”, meu diário atual, dá uma passada no instagram que você vai se deparar com algumas páginas e os selfies que venho tirando na viagem. Vou apreciar muito a visita. E me conte suas aventuras quando começar um diário também.

 

Share

5 Razões do porquê você deveria ter um Diário Criativo

Discussion

5 Responses

  1. Já tinha lido sobre a teoria do escrever para ajudar na fixação de um pensamento ou conteúdo. Fiz mt na minha temporada na escola, e me ajudou bastantão.
    Muito bom o conteúdo!
    Está de parabéns!

    1. hrmota.art says

      Falaaa Cleiton! Obrigado pelo comentário, meu amigo! Eu te respondi antes mais minha resposta acabou caindo no limbo da internet, não sei onde foi parar. Pois é, isso é super real. Nossa capacidade de fixação e memória está diretamente ligada aos nossos canais sensoriais e no foco da atenção. A partir daí é só descobrir que tipo de processo e qual canal forma o casal perfeito para sua memória funcionar. Nos vemos em outros posts! Abrs

  2. Christiane Azevedo says

    Olá, adorei as dicas. Comecei a escrever diários na escola, mas foi bem engraçado minha evolução. Na época eu apenas descrevia o que acontecia no dia sem reflexões ou críticas. Hahah

    Foi engraçado não muito tempo ler aquilo que escrevia. rsrs E eu me perguntei: Cara, Chris, cade seu senso crítico? Nenhum. rsrs Gostava só de dizer o que acontecia ao meu redor e dizer como me sentia sobre os acontecimentos, mas nada profundo.

    Esse modo de escrever foi mudando, depois fiquei sem condições e tempo para escrever no papel, aí resolvi ir para o Word. rsrs, e continuava bem semelhante, porém comecei a alfinetar um pouco minha própria família. Ainda assim, continuava lá, voltada para as descrições do que fiz ou deixei de fazer.

    De alguns anos para cá, já na faculdade, não parei de escrever, porém os textos voltaram-se para o design. O conteúdo era boa parte da ideias que tentava desenvolver para algum trabalho. Sobre minha vida e o que me cercava quase nada escrevia.

    Somente no meado mais para o final da faculdade que acorde para uma visão mais crítica, rsrs. Hoje escrevo quase sem parar, tenho até que me controlar. XD Pode ser no papel ou no computador, desde que eu registre o que estou refletindo que seja interessante para meu desenvolvimento pessoal e profissional.

    Sou bem desorganizada com as anotações dentro dos diários, mas uso canetas diferentes para diferenciar cada dia pelo menos. hahaha Foi um dos motivos que me fez atualmente fazer o uso de diários onlines com portabilidade.

    Hoje utilizo o GOOGLE KEEP, que RECOMENDO altamente, por ser possível utilizá-lo em qualquer lugar offline ou online, sem limites. Xonei por ele. Organizo por tags e se embora!

    Tenho um caderninho só para ideias também que aparecem do nada, pois se misturar fico perdida depois para achá-las. Sempre bom! 🙂

    MAPAS MENTAIS + DIÁRIOS = “Ai, que tuuudo!” rsrs

    Falei demaissss, é que adoooorei esse artigo. Parabéns!

    Bjss!

    1. Oi Chris, muito obrigado pelo comenário. Escrever demais é sintoma de quem tem hábito de escrever em diários. Te entendo perfeitamente. Achei muito legal sua história. Também gostei de saber das suas dicas. Eu funciono no lápis e papel, mas com certeza vou testar o app que você comentou (sempre o google né). Espero que você continue escrevendo. Boa sorte com tudo e lembra sempre de se deixar livre nesse job. Sem pressão, duras críticas ou deadlines. Só deixa fluir. 🙂

  3. Vinicius Rocha says

    Cara, achei demais a sua dica, tanto que já até encomendei o livro. Já havia visto na amazon, porém depois dessa indicação tomei coragem e adquiri. Valeu pelas dicas no seu texto, protendo colocar elas em pratica. Abraços.

Leave A Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *