Conheça os principais Elementos da Tipografia

Você, que ama tipografia, sabe suas principais características? Sabe quais influência pode ter?

Hoje quero falar sobre um dos assuntos que mais gosto em Design. Se você já leu a descrição sobre minha pessoa no final dos outros posts provavelmente já sabe sobre o que será o artigo de hoje. Isso mesmo, tipografia!

Porém como esse é um assunto um pouco denso e não quero cansá-los com um artigo interminável, vou dividir esse assunto em uma série de posts para poder cobrir o assunto com mais cuidado e não deixar nenhuma lacuna. Óbvio que vai ser impossível falar sobre tudo o que esse tema propõe, mas deixarei aqui pelo menos o básico para já facilitar caso queiram continuar estudando essa arte.

Então chega de enrolar e vamos lá!

Hoje quero começar apenas com um resumo sobre o que é tipografia, mas sem passar pela parte da invenção da prensa e tudo mais, quero ir direto ao ponto.

Como diria Robert Bringhurst, um dos tipógrafos mais bem conceituados:

A tipografia é o ofício que dá forma visível e durável – e, portanto existência independente – à linguagem humana.

shutterstock_96695824
Antique lead letterpress de Shutterstock

 

Os tipos, letras, números e símbolos não alfabéticos, estão presentes em toda parte, agora mesmo enquanto lê esse post, em quase aquilo tudo que compramos, nas páginas de livros e revistas, nas paredes, na rua, por todo lugar. E é trabalho da tipografia colocar ordem nessa bagunça toda, é ela quem vai ditar a forma e como devem se comportar os tipos.

Via de regra, e sempre há algumas exceções, a tipografia deve cumprir as seguintes tarefas:

Print

 

Servindo ao leitor desta forma, a tipografia deveria servir a dois outros fins: honrar o texto pelo que ele é e honrar e contribuir com a sua própria tradição – a tradição da própria tipografia.

A tipografia é um dos elementos que mais influencia o caráter e a qualidade emocional de um projeto. Ela pode produzir um efeito neutro ou despertar paixões, simbolizar movimentos artísticos, políticos ou filosóficos, ou ainda expressar a personalidade de um indivíduo ou organização.

Fontes tipográficas variam, desde aquelas com letras claras e distintas que fluem facilmente diante dos olhos, e por isso são apropriadas para longas passagens de texto, até as mais dramáticas e atraentes, que chamam a atenção, e por esse motivo são utilizadas em manchetes e propagandas.

ALphabet Dessin
Hand Draw Vintage Alphabet de Shutterstock

A tipografia não é estática, e continua a evoluir. Muitas fontes atualmente em uso baseiam-se em faces de tipos criadas em períodos históricos anteriores. A iniciante indústria de impressão do século XV estabeleceu o uso de capitulares romanas (termo que será explicado no próximo artigo) e minúsculas carolíngias, como padrão de letra que é amplamente utilizado até hoje.

Bom meus caros Criativos, por hoje é isso, acho que já falei (escrevi) bastante, e você já deve estar com uma ideia bem clara do que é tipografia. Nos próximos posts irei falar sobre classificação de tipos, que escolher uma fonte para um projeto não é apenas correr a listas de fontes instalada no seu computador, e quem sabe até algumas curiosidades como o porquê de quase todo designer odiar “Comic Sans” e amar “Helvetica“.

Aguardem os próximos capítulos dessa história.

Até mais Criativos!

 

Referências bibliográficas

BRINGHURST, Robert. Elementos do Estilo Tipográfico. 2ª ed. São Paulo: Cosac Naify, 2011.
AMBROSE, Gavin. HARRIS, Paul. Tipografia. 1ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

Imagem capa “Retro Vintage Typography” de Shutterstock

Share

Conheça os principais Elementos da Tipografia

Discussion

Leave A Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *